Que MARCA você quer deixar no mundo?

Artigo escrito por Giani Bueno, psicóloga

Muito se fala da importância da comunicação assertiva em muitos direcionamentos, tanto de profissional para o mercado, de mercado para consumidor, de organização para o profissional entre outras formas. Dessa maneira, tanto a comunicação interna quanto a externa é de extrema importância para o seu negócio.

A comunicação interna faz parte do Endomarketing, que tem como objetivo motivar equipes, diminuir a rotatividade, criar embaixadores e divulgadores da marca dentro e fora das organização. São pessoas que se sentem valorizadas no trabalho, incluídas no processo de crescimento e pertencentes na missão do negócio, e isso faz toda a diferença nos resultados das empresas.

As ações de Endomarketing podem ser das mais diversas possíveis, dependendo da criatividade e inteligência do gestor, desde os modos de comunicação interna, as etapas do onboarding, a experiência dos primeiros dias de trabalho na empresa; a constituição dos benefícios e políticas de carreira, os incentivos, os eventos e treinamentos para desenvolvimento profissional, as comemorações, a valorização do colaborador e de suas necessidades de forma geral, o processo de offboarding…

Mas porque o offboarding é importante ?

O que a saída do profissional interfere na marca da empresa?

O processo de saída do profissional é tão importante quando processo de entrada, pois é na saída que ele mostra o porque chegou de fato, e leva a marca da empresa para o mundo ! E esse processo não inicia quando se pensa em uma demissão, mas ele surge quando se pensa até mesmo num reposicionamento interno. Mas isso eu pretendo deixar para um outro artigo, pois esse processo é o que eu mais me identifico e teria muitas ideias para contribuir com você.

Voltando ao nosso foco, investir em ações de endomarketing é importante porque traz :

  • Colaboradores mais motivados e engajados com o negócio;
  • Menor rotatividade de pessoas e atração de talentos;
  • Aumento da produtividade e entregas com qualidade;
    Incentivo à inovação e criação;
  • Melhoria do clima organizacional.

E qual é a relação do Endomarketing com o conceito do momento, que é o Branding, ou ainda o Employer Branding ?

O Employer branding é o posicionamento da marca empregadora.

O que isso significa ? É o sentimento que a marca gera nos colaboradores e nos candidatos às vagas, é uma estratégia altamente eficaz de atração de profissionais de alta performance, sim por atualmente não se fala mais em “reter” o profissional porque nenhuma empresa deveria “reter” mas sim despertar o desejo, aquele desejo genuíno de colaborar e crescer junto.

Então, é a percepção que as pessoas têm quando pensam na sua marca como local de trabalho.

Por exemplo: O que vem na sua cabeça quando você pensa em Coca Cola, ou em Magazine Luiza Appel ? Ambev ?Nestle ? Elas só são grandes marcas porque geram uma experiência de qualidade para quem as consome e uma experiência inesquecível para quem trabalha com elas.

Uma boa estratégia de branding olha a experiência de ponta a ponta: e prospecta, comunica de maneira assertiva lançando a ideia e o objetivo dela.

A experiência do público que segue e interage com a marca nas redes sociais, a reputação da sua marca na imprensa e em sites, eventos e mercado de trabalho; A experiência do candidato ao longo de todo o processo seletivo.

Employer Branding é encantar com a experiências inesquecíveis. E são as técnicas, várias delas, que vão construir um bom employer branding, e não uma ou outra ação isolada de endomarketing. Com uma comunicação interna eficiente você pode realizar uma série de ações de endomarketing que vão contribuir com o employer branding da sua empresa.

De nada adianta investir em diversas ferramentas de marketing ou em endomarketing, se os próprios colaboradores não perceberem o valor do que está sendo desenvolvido.

É fato que, para que os colaboradores se tornem defensores da marca e o Employer Branding funcione, é preciso que haja um alinhamento entre o discurso e a prática empresarial – além de desenvolver uma sensação de pertencimento à empresa.

Tudo isso, quando bem executado, faz com que os colaboradores enxerguem a empresa como opção para a construção de suas carreiras.

O resultado é a construção de equipes de alta performance com funcionários motivados e engajados o suficiente para trabalhar pela construção da empresa, expansão de alcance e receita da companhia.

Artigo escrito por Giani Bueno, psicóloga



Deixe uma resposta