A nova cara do treinamento

A nova cara do treinamento

Quem trabalha com vendas, seja na indústria ou no varejo, sabe a importância de periodicamente realizar eventos que promovam a motivação da equipe. Treinar, passar argumentos e atributos, metas e expectativas, não apenas é desejável como também necessário para o impulso periódico no negócio.
Mas, a questão é como fazer um evento de resultado, em que os participantes assimilem as informações e sejam instigados a protagonizar a melhor performance posterior no contato com os clientes. E aqui, o momento não sugere torrar uma grana preta para fazer a coisa acontecer, pelo contrário, o negócio é ser direto, objetivo e assertivo.
Ninguém tem dinheiro e nem tempo a perder.
Um evento focado no treinamento de vendedores é uma ótima ocasião para:
  • Motivar a equipe para atingir as metas do próximo ano.
  • Apresentar o produto e comunicar o plano estratégico de vendas.
  • Melhorar a performance individual de cada vendedor.
  • Setar mecanismos de feedback, incluindo informações para mudar (quando necessário) o comportamento dos vendedores.
O negócio tem que ser rápido! Estudos mostram que em média uma pessoa escuta em torno de 7 minutos de uma apresentação de uma hora. 95% de tudo que o cara escutou durante uma palestra é esquecido 72 horas depois. DICA: não adianta criar um evento de três ou quatro dias cheio de apresentações, cinco dias depois a galera vai esquecer tudo que rolou.
Agora, para aumentar o retorno de todo investimento que você vai fazer em um evento de treinamento de vendas, aqui vão algumas dicas rápidas.
Para começo de conversa sabemos que por uma questão de perfil, muitos vendedores não gostam de participar das convenções de vendas pelo que ela realmente se propõe, então elimine todas ou quase todas as apresentações em PowerPoint, faça os vendedores participarem de simulações de negócios.
Mantenha as apresentações corporativas a um tempo mínimo (20%), e coloque a equipe em cena (80%). Faça-os falarem, participarem e se engajarem nas atividades, dinâmicas de grupo e simulações análogas ao ambiente de trabalho.
Substitua os treinamentos de produtos por treinamentos experienciais, de simulação e práticas comerciais.
Incentive e promova o engajamento, a troca de experiências e a colaboração entre a equipe.
Proporcione atividades para incentivar a competitividade que de uma forma lúdica exercitem o que vão enfrentar no mercado.
Programas experienciais têm alto nível de engajamento, são criativos e podem fazer a diferença no treinamento da equipe de vendas.
Experiência é a palavra de ordem em diversos segmentos da vida: seja na gastronomia, viagens, cinema. Na seara do treinamento empresarial, uma abordagem que proporciona experiências marcantes atinge um novo patamar de compreensão. E de aplicação – e de resultados!


Deixe uma resposta