7 Competências de um Líder

A “novas organização” exigem equipes com autonomia, maduras, orientadas por uma visão global. Para isso é preciso proporcionar a eles conhecimento e desenvolvimento gerando autoconfiança e entregas a altura do negócio das empresas.

A visão macro sobre as qualificações e os perfis humanos da equipe é fundamental para que o líder consiga antever possíveis reações (positivas ou negativas) decorrentes de suas ações, preparando-se para agir da forma mais adequada possível, evitando momentos de desestabilização do ambiente produtivo. Tudo isso é essencial para que a equipe se mantenha motivada, contribuindo de forma focada para o alcance das metas da empresa ou organização.

Destacamos 07 competências essenciais para um líder no exercício de sua liderança:

1: Autoconhecimento
Resumo em imagem

Definição: autoconhecimento é ter percepção sobre si mesmo. Quando falamos de autoconhecimento profissional, estamos nos referindo à capacidade de reconhecer limitações e pontos fortes em relação à carreira ou profissão. Antes de ter a consciência sobre o outro, é necessário estabelecer uma consciência real de si mesmo. Ao alcançar um bom nível de autoconhecimento, o líder identificar os pontos fortes e fracos de cada membro de sua equipe. A partir daí, será possível traçar estratégias para melhor explorar as virtudes de cada profissional, apoiando o desenvolvimento nos aspectos nos quais precisam melhorar.

Exemplo: em meio a uma pandemia ocasiona pelo Covid 19, nos deparamos com uma avalanche tecnológica a ser compreendida de um dia para outro. Ao identificar a dificuldade em lidar com ela, o líder busca apoio para aprender e se desenvolver e desta forma incentivar o uso da mesma. Agora se ele olhar para ela como algo difícil e sem identificar a sua limitação ele não acompanhará o novo normal e sua equipe também não.

Passos:

  1. Faça perguntas;
  2. Busque feedbacks;
  3. Formação continua e leituras;
  4. Participação em novos projetos;
  5. Network;
  6. Conheça seu perfil comportamental através de uma ferramenta de analise de perfil comportamental ex: PDA; e
  7. Busque apoio profissional de coaching, mentoria ou terapias.
2: Comunicação
Resumo em imagem 2

Definição: é uma palavra derivada do termo latino “communicare”, que significa “partilhar, participar algo, tornar comum”. É a troca de entendimento. Uma comunicação eficaz é essencial para qualquer empresa, pois garante o alinhamento das políticas da organização com seus colaboradores, o bom andamento dos processos, o cumprimento das metas e objetivos, tem forte impacto na relação com clientes e fornecedores, bem como nas relações interpessoais entre os colaboradores.

Para que um líder se comunique bem, ele tem de transmitir a informação de forma clara e objetiva, além de certificar-se que sua mensagem foi compreendida pela equipe.

Exemplo: Campanha Real Beleza, da Dove.

Até alguns anos atrás a comunicação da marca focava que Dove não era só sabonete, mas também um hidratante. Em 2004 a marca adotou um novo posicionamento para sensibilizar mulheres em uma comunicação empática e emotiva, onde começou uma discussão sobre o que é beleza, a importância de resgatar a individualidade das mulheres e quebrar estereótipos. Com isso, passou a enaltecer o que seria visto como imperfeições.

A campanha começou a contratar mulheres de diferentes biotipos e idades no lugar de modelos “padrão”, gerando inclusão e senso de pertencimento para as consumidoras. Ao longo de 10 anos após o lançamento da campanha, a empresa teve aumento as vendas, de U$ 2,5 bilhões quando foi lançada, para U$ 4 bilhões.

Passos:

  1. Criar uma cultura corporativa em que os colaboradores entendam quais são os valores, missão e políticas da empresa;
  2. Alinhar as metas e propósitos da empresa para incentivar o aumento da produtividade e assertividade nos processos;
  3. Disponibilizar um canal de comunicação para que todos expressem suas opiniões, dúvidas, reclamações e sugestões, estimulando a colaboração, disseminação do conhecimento e sentimento de pertencimento;
  4. Conectar -se e ter empatia com o outro. Adeque sua forma de se comunicar ao público que deseja impactar;
  5. Ser claro e objetivo no que deseja transmitir;
  6. Certificar-se que as outras pessoas compreenderam o que você quis comunicar; e
  7. Saber ouvir e respeitar as opiniões e posicionamento dos outros.
3: Empatia
Resumo em imagem 3

Definição: buscar a compreensão dos sentimentos e das emoções alheias através de uma análise aprofundada e racional. Colocar se no lugar do outro não é tão fácil. Ser empático é usar a capacidade de conhecer a realidade do outro e conseguir compreender tudo o que é colocado em palavras.

Exemplo: de um líder que sempre atende seu liderado conforme seu perfil sempre questionando como está é se precisa alguma coisa e sempre disposto a ajudar.

Passos:

  1. Observar ouvir e ficar atento no que a pessoa tem a dizer sem julgar;
  2. Sentimentos observar se a pessoa está triste ou se está decepcionada falando algo que a pessoa possa estar sentindo pra dar liberdade de expressão;
  3. Necessidade investigar o que a outra pessoa está sentindo ou precisando;
  4. Autoconhecimento procurar conhecer os pontos fortes e os fracos;
  5. Interesse mostrando através da sua postura que você realmente está interessado no que o outro está querendo lhe passa;
  6. Estabeleça laços de confiança, seja sincero e gentil; e
  7. Conheça verdadeiramente sua equipe.
4: Confiança
Resumo em imagem 4

Definição: Eu poderia dar uma definição de dicionário, mas você sabe o que é quando você sente. Confiança acontece quando os líderes são transparentes, sinceros e mantém sua palavra. Saber, saber fazer e saber ser, simples assim.

Exemplo: sua aparência física pode fazer você se sentir e parecer mais confiante. Sua postura, fazer contato visual, sorrir e ter um aperto de mão firme ao cumprimentar alguém, são detalhes que passam mais confiança.

De fato, a confiança não é algo fácil de ser construído entre pessoas que estão em níveis de autoridade diferentes, como ocorre entre líder e liderados no ambiente de trabalho. Atitudes como favoritismo, hipocrisia, humilhação, apropriação de ideias e de realizações alheias, comportamentos antiéticos e falta com o cumprimento de promessas são altamente destrutivas para a confiança e podem causar um dano imediato e irreparável para empresa.

A construção da confiança é um processo gradual, fomentado por experiências positivas, que leva tempo para ser construída
Apple a Martin Luther King, eles têm algo em comum: sabem qual o seu propósito e assim inspiram milhares de pessoas.

Passos:

1. Conheça profundamente o negócio.
2. Encoraje as pessoas a buscar o desenvolvimento.
3. Comunique-se bem.
4. Desprenda-se da vaidade.
5. Seja exemplo do que você comunica.
6. Comemore as vitórias.
7. Elogie a equipe e seja grato.

5: Inteligência Emocional
Resumo em imagem 5

Definição: Segundo o psicólogo Daniel Goleman, inteligência emocional é “a capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos motivarmos e de gerir bem as emoções dentro de nós e nos nossos relacionamentos”.

Ou seja, além de conhecer e gerenciar suas próprias emoções, um líder precisa compreender os sentimentos de seus colaboradores e fomentar relacionamentos saudáveis.

Exemplo: Ouvir um feedback negativo de seu líder após apresentar uma nova ideia ou projeto de trabalho.

Mesmo acreditando que você merece reconhecimento pelo esforço, temos que saber como reagir nestes momentos, controlar as emoções, estar abertos a críticas e ao que precisamos melhorar, para argumentar de forma objetiva a favor de seu projeto.

Passos:

  1. Autoconhecimento. Busque sempre se conhecer melhor, observe seu próprio comportamento e identifique seus pontos fortes e o que precisa melhorar;
  2. Gerenciar suas emoções. Além de reconhecê-las, é importante saber lidar com suas emoções, aprender a trabalhar com sentimentos negativos, sabendo controlar e transforma-los a seu favor e tentar direcionar suas atitudes;
  3. Ser empático. Compreender as emoções dos outros e criar conexões genuínas;
  4. Resiliência. Aprenda a se recuperar de situações adversas e se adaptar às mudanças;
  5. Gastar energia com o que realmente importa lidar melhor com questões sociais e não se envolver em comportamentos negativos ou problemáticos;
  6. Relacionamentos interpessoais. Reforce suas habilidades de interação com as outras pessoas;
  7. Automotivação. Manter-se motivado diante das adversidades, não desista de seus objetivos.
6: Atitude
Resumo em imagem 6

Definição – Os líderes precisam ter um comportamento diferenciado, capaz de gerar confiança, motivação e inspiração para suas equipes. Por isso, o líder precisa ter atitude frente as adversidades do mundo corporativo.

Então definimos atitude com uma posição tática ou estratégica tomada pelo líder, para motivar, engajar e liderar uma equipe, nos mais diversos desafios do dia a dia.

Exemplo – Lembro-me de um líder, que se recusou a pagar um valor de forma ilícita, mesmo tendo sido pedido pelo proprietário da empresa, por não concordar com a forma com que o problema foi resolvido na época.

Essa atitude dele me incentivou e encorajou a sempre agir de forma ética, mesmo quando um superior pedir que façamos ao contrário. Além disso, esse líder não foi demitido por se recusar a fazer tal tarefa, e ganhou mais respeito pelo proprietário da empresa.

Passos:

1- Encare o erro como aprendizado, não seja omisso;
2- Delegue;
3- Encoraje sua equipe;
4- Esteja atento a inovação;
5- Seja firme em suas decisões;
6- Demostre que você é humano; e
7- Defenda sua equipe em qualquer circunstância, a equipe é reflexa de seu líder.

7: Motivação
Resumo em imagem 7

Definição – basicamente é motivo para ação. Os funcionários buscam uma referência, alguém para se espelhar. Um gestor que seja capaz de entregar os resultados sem massacrar a equipe; aquele que assume erros; reconhece fraquezas e trabalha junto com o grupo para o desenvolvimento de todos.

Esse é o líder motivador que eles esperam. É algo que traz resultados efetivos para a organização.

Acredito que a motivação maior é quanto há a percepção de ganho de ambos os lados. Onde o líder, sim precisa da dedicação total do seu liderado para alcançar os resultados desejados, porém o liderado também percebe que não está apenas sendo usado, mas que esse resultado pode de alguma forma agregar ao positivo em sua vida profissional ou pessoal.

Exemplo – A maior motivação que eu recebi foi quando o sócio da empresa me convidou para fazer parte na sociedade da empresa. Fiquei tão surpreso e ao menos tempo muito agradecido pela oportunidade. Essa motivação só fortaleceu mais meu sentimento de pertencimento a empresa e hoje não meço esforços para alcançar as metas, e não só isso, como também para superar os resultados.

Passos:

1- Seja um líder presente;
2- Apoie a equipe;
3- Estimule a participação de todos;
4- Estabeleça metas realistas;
5- Invista em treinamento e desenvolvimento;
6- Feedbacks constantes; e
7- Celebre as conquistas.

Use o poder da sua Liderança AGORA. Ouse ser um líder diferente. Ouse ser um líder que motiva, engaja e prospera. Você pode fazer o bem para si mesmo, para o seu time, sua empresa e ainda contribuir para um mundo melhor.

Artigo escrito pelos alunos da Segunda Turma da Escalada

Ana Luiza
– Eduardo
– Maico
-Simone



Deixe uma resposta